Connect with us

Digite aqui o que você está procurando!

ENTRETENIMENTO

Após Trend de TDAH viralizar no TikTok, Dr. Victor Heitor se manifesta

Após Trend de TDAH viralizar no TikTok, Dr. Victor Heitor se manifesta
Foto: Reprodução/ Instagram/ @drvictorheitor

Já se deparou com diagnósticos de Transtorno do Déficit de Atenção (TDAH) no TikTok?  Nos últimos dias, diversos vídeos com autodiagnóstico têm ganhado força na plataforma.

Muitos usuários estão compartilhando relatos de suas experiências e sintomas, alegando terem Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) ou até mesmo fazendo vídeos explicando como identificar o TDAH, porém sem nenhum respaldo médico.

Após Trend de TDAH viralizar no TikTok, Dr. Victor Heitor se manifesta

Foto: Reprodução/ Instagram/ @drvictorheitor

Especialistas alertam que essa prática pode ser prejudicial e não substitui um diagnóstico adequado e profissional, que é feito apenas por psiquiatra, neurologista ou neuropediatra.

Para entender melhor o impacto dessa tendência, conversamos com o renomado neurocientista e psiquiatra Dr. Victor Heitor.

O TDAH é uma condição neuropsiquiátrica caracterizada por sintomas de desatenção, hiperatividade e impulsividade. No entanto, o diagnóstico preciso do TDAH requer uma avaliação abrangente, que inclui a análise do histórico médico, exame clínico, entrevistas com o paciente e familiares, além de ferramentas de avaliação específicas. Ou seja, é um processo complexo para se fechar o diagnostico.

O especialista enfatizou a importância de não subestimar o TDAH e a necessidade de evitar autodiagnósticos sem acompanhamento médico adequado.

Ele disse. “O TDAH é uma condição complexa e muitas vezes mal compreendida. Diagnosticar essa condição requer uma abordagem holística, com base em evidências científicas sólidas. É vital que indivíduos que suspeitam do TDAH procurem a avaliação de um profissional de saúde mental, como um psiquiatra ou psicólogo especializado, para obter um diagnóstico preciso e um plano de tratamento adequado”, disse.

Ainda que as intenções dos usuários ao compartilhar suas experiências na rede social, possam ser uma forma de buscar apoio e compreensão, a disseminação irresponsável de autodiagnósticos, pode levar a conclusões equivocadas e tratamentos inadequados.

O neurocientista alertou para o perigo de adotar cegamente o que é visto nas redes sociais. “O TikTok e outras plataformas são ótimos para conscientização e compartilhamento de informações, mas não são substitutos para o diagnóstico clínico adequado. Cada indivíduo é único, e os sintomas do TDAH podem variar significativamente de pessoa para pessoa”, alertou.

A tendência do autodiagnóstico de TDAH no TikTok reflete a necessidade de uma maior conscientização sobre saúde mental e a importância de procurar ajuda profissional para um diagnóstico adequado.

“Devemos lembrar que a saúde mental é um aspecto essencial da nossa vida, e o TDAH é uma condição real que pode impactar significativamente a qualidade de vida das pessoas. Encorajo a todos que têm dúvidas sobre sua saúde mental a buscarem a ajuda de um especialista. Apenas assim poderemos garantir o tratamento adequado e melhorar o bem-estar de todos”, concluiu Dr. Victor Heitor.

Se você ou alguém que você conhece está enfrentando questões relacionadas ao TDAH ou qualquer outra condição de saúde mental, não hesite em procurar ajuda profissional.

 

 

Matéria escrita por

Leia também

ENTRETENIMENTO

No vídeo postado nas redes sociais, a artista contou que o atleta mantinha conversas com outra mulher

ENTRETENIMENTO

"Acabei com a confiança da pessoa que eu mais amo. Eu tô de verdade sem chão", disse o atleta

ENTRETENIMENTO

Glória Pires chegou a oferecer R$ 35 mil, mas a oferta foi recusada por ex-cozinheira

ROCK

O ator tocou a faixa 'Fix You' durante a apresentação