Connect with us

Digite aqui o que você está procurando!

ROCK

Axl Rose é um dos convidados do álbum de Michael Schenker

Design sem nome 4 11
Foto: Creative Commons

O cantor Axl Rose foi anunciado como um dos convidados do álbum My Years With UFO de Michael Schenker.

O disco também vai contar com a participação de Dee Snider (Twisted Sister), Joey Tempest (Europe), Roger Glover (Deep Purple), Kai Hansen (Helloween, Gamma Ray), entre outros.

Design sem nome 2 2 1

Foto: Creative Commons

As participações de Slash (Guns N’ Roses), Joel Hoekstra (Accept, ex-Whitesnake), John Norum (Europe) e Adrian Vandenberg (ex-Whitesnake), também estão confirmadas.

O lançamento está previsto para 20 de setembro via EarMusic.

Axl Rose é acusado de agressão sexual ocorrida em 1989

Axl Rose, líder do Guns N’ Roses, foi acusado de agredir sexualmente e violentamente uma mulher no ano de 1989.

De acordo com uma ação movida na Suprema Corte de Nova York (EUA) nesta quarta-feira (22), a ex-modelo Sheila Kennedy acusou o roqueiro de agredi-la sexualmente. No processo, reproduzido pela revista Rolling Stone, Kennedy alegou que conheceu Axl Rose em uma boate em Nova York (EUA) em fevereiro de 1989. Ela, uma modelo da revista Penthouse, alegou que, na mesma noite, o cantor a agrediu sexualmente em seu quarto de hotel.

Kennedy teria dito que um amigo a convidou para ir à boate para tentar conhecer a banda. Ela então afirmou que após conhecer Rose, ele a convidou para uma festa em seu hotel. Ainda de acordo com o processo, Axl Rose supostamente esperou por ela do lado de fora do banheiro, onde ele “empurrou Kennedy contra a parede e a beijou”.

“Kennedy achou Rose atraente e não se importou com esse encontro. Ela estava aberta a dormir com ele se as coisas progredissem”, informa o processo. Contudo, Rose revelou que seu encontro com o cantor “rapidamente se tornou, não apenas desconfortável, mas também perturbador, acrescento que ele a encorajou a praticar sexo grupal”.

Em certo momento, após expressar desinteresse, Sheila Kennedy alegou que Axl Rose ficou “furioso” e a derrubou no chão.

“Enquanto Kennedy ainda estava no chão, Rose agarrou-a pelos cabelos e arrastou-a pela suíte de volta para seu quarto”, afirmou o processo. “Isso foi muito doloroso para Kennedy e fez com que seus joelhos sangrassem por causa dos arranhões no tapete.”

“Ele a tratou como uma propriedade usada exclusivamente para seu prazer sexual”, continuou o processo. “Ele não usou camisinha. Kennedy não consentiu e se sentiu dominada. Ela sentiu que não tinha escapatória ou saída e foi obrigada a concordar. Ela acreditava que Rose iria atacá-la fisicamente, ou pior, se ela dissesse não ou tentasse empurrá-lo embora. Ela entendeu que a coisa mais segura a fazer era deitar na cama e esperar que Rose terminasse de agredi-la”.

Axl Rose negou as acusações por meio de seu advogado, Alan Gutman: “Simplificando, este incidente nunca aconteceu. Notavelmente, essas reivindicações fictícias foram apresentadas um dia antes de expirar o prazo de apresentação do estado de Nova York.”

E concluiu: “O Sr. Rose está confiante de que este caso será resolvido a seu favor.”

Matéria escrita por

É jornalista pós graduada em Jornalismo Cultural. Teve passagens pelos sites O Fuxico e Famosidades. Em 2010 criou o site Latinidade, dedicado a música latina. É fotógrafa especializada em shows e eventos. Ja foi membro do Grammy Latino.

Leia também

ENTRETENIMENTO

No vídeo postado nas redes sociais, a artista contou que o atleta mantinha conversas com outra mulher

ENTRETENIMENTO

"Acabei com a confiança da pessoa que eu mais amo. Eu tô de verdade sem chão", disse o atleta

ENTRETENIMENTO

Glória Pires chegou a oferecer R$ 35 mil, mas a oferta foi recusada por ex-cozinheira

ROCK

O ator tocou a faixa 'Fix You' durante a apresentação