Connect with us

Digite aqui o que você está procurando!

POP

Destiny’s Child, ex-grupo de Beyoncé, pode lançar novo álbum em breve

Destiny's Child, ex-grupo de Beyoncé, pode lançar novo álbum em breve
Foto: Reprodução / Instagram / @destinyschild

Um dos grandes grupos femininos do pop pode voltar a gravar um novo álbum. Pelo menos é o que aponta a cantora Michelle Williams, que formou a girlband juntamente com Kelly Rowland e Beyoncé.

Em uma recente entrevista ao programa The Terrell Show, Williams revelou que estaria feliz se o Destiny’s Child estivesse reunido novamente. Hoje com 43 anos, a cantora lamentou que o álbum de 2004 acabou sendo o último do grupo.

Destiny's Child, ex-grupo de Beyoncé, pode lançar novo álbum em breve

Foto: Reprodução / Instagram / @destinyschild

“Eu não queria… não sei se queríamos que fosse o último (álbum do Destiny’s Child). Eu não sei… Juro a você que não sei. Tenho certeza de que devemos e queremos fazer um, sei que a porta está aberta para fazermos isso”, disse Michelle Williams.

Até Mathew Knowles, pai de Beyoncé, que foi empresário do Destiny’s Child, chegou a dizer que daria seu apoio para uma nova reunião do grupo.

“É uma decisão que as mulheres teriam que tomar. E eu certamente, certamente apoiaria essa decisão, já que ainda gerencio Destiny’s Child. Eu adoraria ver isso também (…) Acho que os fãs ficarão muito felizes, maravilhados. Quem sabe? Nunca se sabe”, disse Knowles em uma entrevista ao Entertainment Tonight.

O último álbum do grupo foi Destiny Fulfilled, o quinto da discografia do Destiny’s Child, lançado em 8 de novembro de 2004 pela Sony Music, via Columbia Records. O disco vendeu mais de 7 milhões de cópias em todo o mundo.

Matéria escrita por

Leia também

ENTRETENIMENTO

"Acabei com a confiança da pessoa que eu mais amo. Eu tô de verdade sem chão", disse o atleta

ENTRETENIMENTO

No vídeo postado nas redes sociais, a artista contou que o atleta mantinha conversas com outra mulher

REGGAE

Com Ali Campbell, grupo britânico se apresenta no país entre os meses de outubro e novembro

ENTRETENIMENTO

Autor alegou que foi induzido ao erro e culpa emissora e apresentadores por ter que pagar juros do financiamento de carro