Connect with us

Digite aqui o que você está procurando!

ROCK

Editoras lançam dois livros que celebram a vida e obra de Nick Cave 

Editoras lançam dois livros que celebram a vida e obra de Nick Cave 
Foto: Divulgação

Depois de lançada oficialmente em Porto Alegre, sede da editora hipotética, a HQ Nick Cave: Piedade de mim, de Reinhard Kleist, ganha dois lançamentos em São Paulo. Os eventos acontecem em parceria com a editora Terreno Estranho, que na ocasião lança Fé, esperança e carnificina, de Nick Cave e Séan O’Hagan.

O primeiro lançamento duplo será neste sábado (15), às 17h, na Ria Livraria (Rua Marinho Falcão, 58, metrô Vila Madalena). Já o segundo evento está marcado para a próxima quarta (19), às 19h, no Bar Alto (Rua Aspicuelta, 194, Vila Madalena).

Editoras lançam dois livros que celebram a vida e obra de Nick Cave 

Foto: Divulgação

Nick Cave: Piedade de mim – de autoria de Reinhard Kleist, um dos principais autores de graphic novels da Alemanha, e com tradução direta do alemão por Augusto Paim, esta biografia em quadrinhos é a primeira publicação internacional da editora hipotética.

Ao longo de 328 páginas, o autor visita o universo musical e cria um panorama dos anos formativos de Nick Cave, do encontro com Mick Harvey e o seminal começo de carreira na Austrália, passando pelo relacionamento com Anita Lane, os anos em Londres e Berlim – onde conheceu Blixa Bargeld – e, em breves pinceladas, sua passagem pelo Brasil nos anos 1990.

Fé, esperança e carnificina – recém-lançado no Brasil pela editora Terreno Estranho, com tradução de Carlos Messias, o livro é resultado de mais de 40 horas de conversas entre Nick Cave e o jornalista irlandês Seán O’Hagan.

De maneira intimista e direta, a obra se baseia na vida de Cave, desde sua infância até os dias atuais, seus amores, sua ética de trabalho e sua dramática transformação nos últimos anos. Ao explorar aquilo que impulsiona a vida e a criatividade do músico australiano, a obra é uma reflexão sobre crença, arte, música, liberdade, dor e amor.

Sobre Nick Cave

Inquieto, Cave, hoje com 65 anos, flertou com o punk, com a new wave e com o rock experimental, assumindo uma atitude performática desde o início, quando frequentava a cena que viria a se consolidar como o gótico londrino. Ele começou a carreira de frontman de rock com a banda The Boys Next Door, ainda na Austrália, que se transformou em The Birthday Party, até chegar ao formato da Nick Cave and The Bad Seeds – (Nick Cave e as sementes ruins) –, quando encontrou a fórmula que manteve até hoje: parcerias criativas, muita exploração sonora e uma entrega ímpar em cada show.

Em 2018, arrebatou a plateia brasileira na passagem da turnê Skeleton Tree por São Paulo, marcando seu retorno ao país. A obra de Nick Cave desdobra-se ainda na composição de trilhas sonoras para filmes, esculturas em cerâmica e autoria de romances. Nos últimos anos, por meio do site Red Hand Files e dos eventos ao vivo In Conversation, desenvolveu uma relação ainda mais profunda com seus fãs.

Fé, esperança e carnificina
(de Nick Cave e Seán O’Hagan, tradução de Carlos Messias, editora Terreno Estranho)

Nick Cave: Piedade de mim
(de Reinhard Kleist, tradução de Augusto Paim, editora hipotética)

Dia 15/07, sábado, às 17h, na Ria Livraria (Rua Marinho Falcão, 58, metrô Vila Madalena)
Dia 19/07, quarta, às 19h, no Bar Alto (Rua Aspicuelta, 194, Vila Madalena)

Matéria escrita por

Leia também

ENTRETENIMENTO

"Acabei com a confiança da pessoa que eu mais amo. Eu tô de verdade sem chão", disse o atleta

ENTRETENIMENTO

No vídeo postado nas redes sociais, a artista contou que o atleta mantinha conversas com outra mulher

REGGAE

Com Ali Campbell, grupo britânico se apresenta no país entre os meses de outubro e novembro

ENTRETENIMENTO

Autor alegou que foi induzido ao erro e culpa emissora e apresentadores por ter que pagar juros do financiamento de carro