Connect with us

Digite aqui o que você está procurando!

ROCK

Foo Fighters: ‘But Here We Are’ estreia no TOP 10 em vários países

Foo Fighters: 'But Here We Are' estreia no TOP 10 em vários países
Foto: Reprodução / Instagram / @foofighters

But Here We Are, o 11º álbum do Foo Fighters, saudado por unanimidade como um dos mais fortes da banda até o momento, tornou-se o décimo disco do grupo a figurar entre o TOP 10 da parada de álbuns dos Estados Unidos.

Este trabalho também marca a sexta vez que a banda liderada por Dave Grohl se encontra na primeira posição no Reino Unido, a nona vez como número 1 na Austrália, na Suíça e na Nova Zelândia e a estreia no TOP 5 em uma dúzia de outros territórios.

Foo Fighters: 'But Here We Are' estreia no TOP 10 em vários países

Foto: Reprodução / Instagram / @foofighters

Lançado em 2 de junho pela Sony Music, via Roswell e RCA Records, But Here We Are alcançou a oitava posição na Billboard 200 em sua primeira semana de lançamento, além de emplacar o 1º lugar nas paradas de vendas de álbuns nas categorias Alternative e Hard Rock.

A estreia do trabalho entre o TOP 10 de vários países dá sequência a uma tendência que começou com The Colour and the Shape (1997) e There is Nothing Left to Lose (1999), e, desde então, os trabalhos TOP 1 Wasting Light (2011) e Concrete and Gold (2017), bem como as colocações entre o TOP 3 dos álbuns One by One (2002), In Your Honor (2005), Echoes, Silence, Patience & Grace (2007), Sonic Highways (2014) e Medicine at Midnight (2021).

Produzido por Greg Kurstin e Foo Fighters revelou os singles Rescued e Under You, tocados pela banda durante a atual turnê da banda.

Matéria escrita por

Leia também

ENTRETENIMENTO

"Acabei com a confiança da pessoa que eu mais amo. Eu tô de verdade sem chão", disse o atleta

ENTRETENIMENTO

No vídeo postado nas redes sociais, a artista contou que o atleta mantinha conversas com outra mulher

REGGAE

Com Ali Campbell, grupo britânico se apresenta no país entre os meses de outubro e novembro

ENTRETENIMENTO

Autor alegou que foi induzido ao erro e culpa emissora e apresentadores por ter que pagar juros do financiamento de carro