Connect with us

Digite aqui o que você está procurando!

MERCADO

Mercado: vendas de vinil superam as de CD’s pela primeira vez desde 1986

Mercado: vendas de vinil superam as de CD's pela primeira vez desde 1986
Foto: Nick Alvarado | Stock Xching

Apesar de todos os problemas que a indústria musical enfrentou no ano passado com o anúncio da pandemia, o vinil conseguiu provar, mais uma vez, que seu apelo comercial segue inabalável no século XXI.

A RIAA (Recording Industry Association of America), órgão regulador do mercado musical nos EUA informou nesta semana que, pela primeira vez desde 1986, as vendas de vinil superaram às de CD’s.

Mercado: vendas de vinil superam as de CD's pela primeira vez desde 1986

Foto: Nick Alvarado | Stock Xching

E os resultados comerciais foram robustos: a soma das vendas de LP’s e EP’s resultaram em US$ 619,6 milhões em receitas através do varejo –  algo em torno de R$ 3,4 bilhões no câmbio atual. Esse montante é US$ 136 milhões (cerca de R$ 767 milhões no câmbio atual) a mais do que o valor gasto pelos consumidores nos EUA em álbuns no formato CD nos últimos 12 meses.

Resumindo: as vendas no formato vinil no ano passado cresceram mais de 29%, contra um declínio na preferência pelo CD em mais de 23%.

Contudo, o pilar da indústria musical continua sendo o streaming, que gerou US$ 10,1 bilhões, algo em torno de 83% de todas as receitas do varejo norte-americano.

Confira abaixo, os três álbuns em vinil mais vendidos nos EUA atualmente:

Fine de Harry Styles com 232 mil vendas
When We All Fall Sleep Where Do We Go? de Billie Eilish com 196 mil vendas
Greatest Hits do Queen com 176 mil vendas

Matéria escrita por

Leia também

ENTRETENIMENTO

"Acabei com a confiança da pessoa que eu mais amo. Eu tô de verdade sem chão", disse o atleta

ENTRETENIMENTO

No vídeo postado nas redes sociais, a artista contou que o atleta mantinha conversas com outra mulher

REGGAE

Com Ali Campbell, grupo britânico se apresenta no país entre os meses de outubro e novembro

ENTRETENIMENTO

Autor alegou que foi induzido ao erro e culpa emissora e apresentadores por ter que pagar juros do financiamento de carro