Connect with us

Digite aqui o que você está procurando!

POP

Robbie Williams revela “decepção” por não ser reconhecido em Londres

Ex-Take That ficou perturbado ao não ser notado na capital britânica

Robbie Williams revela "decepção" por não ser reconhecido em Londres
Foto: Reprodução / Vevo

O cantor Robbie Williams, ex-integrante do Take That, revelou que ficou decepcionado pelo fato de poder andar em Londres sem ser reconhecido.

A voz de Angels, hoje com 50 anos, alcançou grande sucesso como membro do Take That nos anos 1990 e como artista solo e já vendeu mais de 75 milhões de discos em todo o mundo.

Robbie Williams revela "decepção" por não ser reconhecido em Londres

Foto: Reprodução / Instagram / @robbiewilliams

Contudo, ele ficou preocupado com o fato de seu poder de estrela ter desaparecido enquanto caminhava pelo Hyde Park, em Londres, no último domingo (23), sem ser reconhecido.

A esposa Ayda Field filmou o cantor onde ele aparenta insatisfeito enquanto eles voltavam para casa após
jantarem juntos com o cantor reclamando: “Isso é muito preocupante”.

“Estamos voltando pelo Hyde Park. Estou vestido completamente de rosa. Estou com tênis rosa. Tenho óculos escuros diamantados e absolutamente ninguém me reconheceu ou me incomodou, e eu realmente preciso deles”, reclamou Robbie Williams, que pontuou: “Não era assim nos anos noventa”.

Ayda continuou a filmar o marido enquanto ele se reclinava na grama e cumprimentava as pessoas que passavam, mas o público local não o reconhecia.

Foi então que nesta terça-feira (25), Robbie e Ayda planejaram uma ação para dar a volta por cima: o artista vestiu um colete com o seu nome estampado nas costas e ele ficou “encantado” ao ver que surgiram fãs para tirar uma selfie com ele. Uma fila se estabeleceu nas ruas de Kensington.

Para comemorar o momento, Robbie publicou a filmagem na conta oficial do cantor que legendou o momento: “de volta ao jogo”.

Seu último álbum de estúdio foi Present, lançado em 22 de novembro de 2019 pela Sony Music, via Columbia Records. Com este trabalho, Robbie Williams conquistou um disco de ouro no Reino Unido.

Documentário sobre o cantor lançado em 2022, segundo o mesmo, é “repleto de sexo”

Em uma participação a um programa de TV da Nova Zelândia, o astro britânico Robbie Williams deu mais detalhes sobre o seu documentário que foi produzido para a Netflix em 2022.

“Sem regras”, disse o cantor, afirmando que a produção não terá restrições e será repleto de sexo, drogas e doenças mentais. Ele ainda disse que teve o controle editorial sobre o conteúdo, sendo assim ele poderia restringir o que ira ao ar, porém deixou claro que os criadores podem ficar tranquilos, pois quer se expor mais do que qualquer outra pessoa se expõe.

“Não começamos [a filmar]. Tenho certeza de que serei eu dando muitas informações sobre minha vida e meus tempos. Estou ansioso para começar e descobrir quem sou”, disse o artista ao programa The Mike Hosking Breakfast, da emissora neozelandesa.

“Sem regras. Estou mais propenso do que a maioria das pessoas a deixar tudo aberto. Muito raramente poderei dizer:”Isso é demais, tire!” Normalmente acho que não é suficiente. A maioria das pessoas quer fazer uma versão higienizada de si mesma porque tem medo de entregar muito de sua vida real. O público pode ver isso e eu não respondo muito bem como um membro do público a isso, então não vou fazer isso”, continuou.

A produção audiovisual foi filmada dentro de sua mansão em Kensington, na cidade de Londres e ao que parece a única restrição será vetar a participação de seus quatro filhos que tem com Ayda Field, apareçam nas gravações.

Ambos são pais de Teddy, Charlton, Coco e Beau.

Matéria escrita por

Leia também

ENTRETENIMENTO

"Acabei com a confiança da pessoa que eu mais amo. Eu tô de verdade sem chão", disse o atleta

ENTRETENIMENTO

No vídeo postado nas redes sociais, a artista contou que o atleta mantinha conversas com outra mulher

REGGAE

Com Ali Campbell, grupo britânico se apresenta no país entre os meses de outubro e novembro

ENTRETENIMENTO

Autor alegou que foi induzido ao erro e culpa emissora e apresentadores por ter que pagar juros do financiamento de carro